10 abril 2013

Conversa com Gilberto Mazzotti

Durante a abertura da exposição "Encontro Xilográfico no Horto Florestal", tivemos a oportunidade preciosa de conversar com Gilberto Mazzotti, mestre da gravação em metal e guardião dessa técnica que tem uma tradição de mais de cem anos em sua família. 

Entusiasta e generoso, Mazzotti nos mostrou uma gama diversificada da aplicação da gravação no metal, das peculiaridades de cada técnica e um pouquinho da história do seu ofício. Ele nos contou, por exemplo, sobre as diferenças entre talho doce (ou gravura em metal, usada na impressão em papel); o talho forte, para matrizes de estampagem de medalhas e moedas, sinetes e decoração de objetos de metal como cabo de armas, facas, etc; e o talho lustro, usado na confecção de jóias.




Mazzotti tem um conhecimento profundo do buril e de seus diferentes usos ao longo da história, que abarcam desde trabalhos característicos do renascimento até aqueles que nos acompanham no dia a dia, como em moedas, cédulas de dinheiro e selos. E até hoje, ele dá aulas para aqueles que querem aprender essa técnica. 







Muitos desenhos possuem detalhes tão pequenos que só é possível perceber a riqueza do corte através de lentes de aumento.






Foi um privilégio ver sua perícia com o buril ao vivo.



  
Matriz para impressão de cartão pesssoal e matriz para marca d'água de cartão pessoal.



Trabalho de metal incrustado.



Sinetes e medalhas.


Ferramentas e almofada para apoio durante a gravação.


Matriz e peça estampada.


Quem tiver interesse em seu trabalho, segue o seu contato:



Este evento faz parte do SP Estampa 2013

Um comentário:

Priscilla Seabra disse...

maravilhoso este trabalho!